Sinta-se Em Casa

Entre. Puxe a cadeira. Estique as pernas. Tome um café, e vamos dialogar com a alma.



quarta-feira, 20 de abril de 2016

Uma reflexão sobre Teologia Pastoral

John MacArthur, Jr. discute sobre a linha tênue entre a Teologia Pastoral e a Teologia Prática em seu livro Ministério Pastoral. O que apreendi? 

A Teologia Pastoral reflete sobre Ofício, Dons e Funções e não sobre atos pastorais necessariamente. 

Por Ofício a Bíblia destaca o Presbítero = supervisor = bispo do Rebanho. 

Por Dons encontramos pastor, presidir, profeta e mestre. 

Por Função inferimos cuidar, liderar, pregar e ensinar. 

Um pastor precisa ter claro qual é a sua...

O Ofício todos teêm. Os Dons (o pacote todo) não precisam ser pra todos, e consequentemente a função também. 

O "problema" é que todos esperam do pastor... cuidado, liderança, pregação e ensino. E acredito que um pastor de Igreja precisa mesmo se ocupar com tudo isso. No entanto, também acredito que essas responsabilidades deveriam ser distribuídas a partir dos Dons de cada um. 

Todas essas Funções precisam ser preenchidas, mas não necessariamente num só homem. Elas podem ser compartilhadas e assumidas por uma equipe pastoral. 

Independentemente de qual seja a filosofia de ministério, cuidado, liderança, pregação e ensino precisam acontecer. 

Que se encontrem meios para que o Rebanho seja suprido com qualidade e a partir de quem foi chamado para tanto, e contraditoriamente, "o chamado para tanto" pode não ser de quem tem o título necessariamente. 

Que se abra espaço para aqueles que sem título podem dar a sua contribuição. Claro que todos dentro de consciência e planejamento fundamentados na Teologia Pastoral. Sendo assim, serão evitadas comparações e disputas fúteis. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário