Sinta-se Em Casa

Entre. Puxe a cadeira. Estique as pernas. Tome um café, e vamos dialogar com a alma.



segunda-feira, 22 de agosto de 2016

O que nos falta para novas conquistas?

Essa é a Torre de Belém em Lisboa. Daí saiam as Caravelas para conquistar outras terras. E olha que isso foi nos séculos XV e XVI. O que foi necessário?

Coragem para desbravar o desconhecido. Riscos nos bravios mares. Perigos nas desconhecidas terras. Habilidade e destreza marítimos. E, sem dúvida, a bênção dos céus - que neste caso - na interpretação deles - vinha do mosteiro dos Jerônimos logo em frente da Torre de Belém. 

Não nos falta hoje este mesmo espírito, destreza e bênção? Aliás, por que achamos que não temos a bênção para avançar? 

O que nos falta seriam as bênçãos do Alto ou a coragem para desbravar? 

O que nos falta seriam as bênçãos do Alto ou a destreza para vencer as ondas furiosas que nos golpeiam? 

Se temos as bênçãos do Alto então vamos ganhar os mares, desbravar novas terras, conquistar novos povos.

Parece até que já ouvimos algo parecido? Foi Jesus quem disse: "...edificarei a minha igreja, e as portas do Hades não poderão vencê-la." (Mt. 16.18)

O que estamos a esperar?

Se o nosso trabalho se limitar a apenas manter aqueles que já estão, estamos a diminuar a proposta do Evangelho, pois a ideia do texto acima é que as portas que fazem oposição ao avanço da igreja não são capazes de impedir a sua marcha triunfante. 

Desbravar! Essa é a palavra que pode bem interpretar a Palavra de Jesus pra Igreja. 

Chega de desculpas. Somos limitados. Mas, vamos olhar apenas para as nossas limitações? E as virtudes que recebemos? E os dons? E o poder do Espírito? E o Evangelho que é o poder de Deus? 

Se nos falta destreza, vamos nos preparar com metas mensuráveis. Se nos falta o espírito de coragem, vamos orar e agir. 

Sendo assim, qual o seu próximo passo? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário