Sinta-se Em Casa

Entre. Puxe a cadeira. Estique as pernas. Tome um café, e vamos dialogar com a alma.



quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Sociedade Anônima?

Agente secreto do Reino? Só se for na Síria... o Brasil não precisa...

MATEUS 5.13-16

      1. SOMOS SAL FORA DO SALEIRO (5.13)
A composição química do sal é o sódio e cloro que juntos formam o cloreto de sódio. O perigo não está no cloreto, mas no sódio. O sódio retém líquidos no organismo, que eleva a pressão arterial e provoca a decomposição de gorduras nas artérias, o que pode levar ao infarto. 

O sal quando cumpre o seu papel, ele serve para temperar e para conservar.

O SAL DESCOMPENSADO
A água nas Escrituras simbolizam o Espírito e a Palavra. Tem muito sal descompensado na Igreja, que retém a Palavra além da medida... Retém não no sentido recomendado, mas apenas como quem não compartilhar. Só recebe. Como o Mar Morto em sua alta salinidade. 

O SAL DESTEMPERADO
Perde o sabor. Não tem utilidade. É jogado fora e pisado pelos homens.

O SAL DESCONSERVADO
Ele não tem eficácia para evitar o apodrecimento. Não age para inibir, para evitar...

2.    SOMOS LUZ FORA DO “CAIXOTE” (5.14-16)
A luz serve para duas coisas: destacar o que precisa ser visto e impedir as trevas.

LUZ ESCONDIDA
O lugar onde se coloca faz a diferença.

LUZ ENFRAQUECIDA
As obras são uma manifestação da luz. Não basta estar no lugar certo e fazendo a coisa certa. É preciso fazer da maneira certa.


E ENTÃO? COMO ANDA SUAS COMPETÊNCIAS COMO SAL E LUZ?

Prédica aos 18.10.15.

Nenhum comentário:

Postar um comentário